Farinhas que ajudam a emagrecer

Práticas, baratas e poderosas contra as gordurinhas, as farinhas de frutas e legumes desidratados surgiram com a finalidade de baixar a taxa de açúcar no sangue. Mas, aos poucos, se mostraram boas aliadas na perda de peso. Isso porque saciam (você se contenta com menos comida) e atrasam o esvaziamento gástrico (a fome demora para voltar a dar sinal). Outras ainda ajudam a equilibrar o metabolismo.

Veja abaixo os benefícios de cada farinha:

Farinha de Feijão Branco

As propriedades do feijão branco colocaram este alimento na lista dos mais procurados por quem quer perder peso ou enfrenta uma dieta restritiva. Sua farinha favorece o emagrecimento e a redução dos níveis de açúcar no sangue. A responsável é a proteína presente nesse feijão, a faseolamina, que inibe a absorção de glicose (amido) pelo organismo, sendo importante para o controle do diabetes. Entretanto, por ser uma proteína, a faseolamina é desnaturada quando cozida. Sendo assim, para aproveitar ao máximo os benefícios desse alimento, a melhor maneira de consumi-lo é na forma de farinha.

Farinha de berinjela

Concentra até 10 vezes mais fibra que o legume, ela oferece inúmeros benefícios: ajuda a emagrecer, regula o intestino e ajuda a baixar o colesterol. A berinjela é rica em vitamina A e C, cálcio, fósforo e ferro, além de antioxidante como flavonóides presente na casca da berinjela. Rica em vitaminas do complexo B, a farinha de berinjela tem ação diurética e favorece o bom funcionamento dos rins. Também ajuda a eliminar a gordura da região abdominal.

Farinha de Banana Verde

Ela é hoje o auge das farinhas porque já está comprovado que é rica em fibras de amido resistente, que auxiliam no emagrecimento e no bom funcionamento do organismo, inclusive do intestino, absorvendo menos glicose e gorduras, dando maior sensação de saciedade. Além disso o intestino passa a absorver com mais facilidade o cálcio, o magnésio e o zinco, minerais que aceleram o metabolismo corporal. Seu consumo é benéfico, inclusive, para diabéticos, porque controla a velocidade do acesso aos carboidratos.

Farinha de maracujá

É feita da casca da fruta e ajuda a diminuir a taxa de açúcar no sangue e reduzir a absorção de gorduras pelo organismo. A pectina, substância encontrada na casca do maracujá, se transforma em uma espécie de gel não digerível, e provoca sensação de saciedade, além de ser responsável por inibir a absorção das gorduras encontradas em alguns alimentos. Outra informação importante sobre seu consumo, é que a farinha de maracujá ajuda a eliminar diversas toxinas, que uma vez acumuladas, podem prejudicar o funcionamento dos órgãos e desequilibrar o metabolismo.

Farinha de Uva

As propriedades presentes nos compostos das sementes da uva ajudam a impedir doenças no coração, tais como ataque cardíaco e infarto, pois impedem o desenvolvimento de plaquetas que bloqueiam as artérias. Também alivia o cansaço dos olhos. Diminui a degeneração macular e cataratas, melhora a circulação sangüínea nos pequenos vasos dos olhos, onde algumas doenças do olho podem causar bloqueios e enfraquecimentos que resultam em danos na visão. A farinha de uva diminui o nível do colesterol ruim, o LDL, inibe o aparecimento de varizes, porque ativa a circulação e retarda o envelhecimento.

Modo de uso

O uso recomendável das farinhas é de até 3 (três) colheres de sopa por dia e se o desejo maior for de emagrecer, o ideal é consumir as farinhas trinta minutos antes das refeições.

Para conseguir todos esses benefícios é preciso beber muita água, pelo menos 8 (oito) copos por dia para ajudar o intestino a funcionar bem.

Produtos Louro Verde citados no artigo